sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

VEREADOR É PRESO SUSPEITO DE MANDAR MATAR RADIALISTA EM EDEALINA



Um vereador da cidade de Edealina, a 120 quilômetros de Goiânia, seria o mandante do assassinato do radialista Jefferson Pureza, de 39 anos, ocorrido no último dia 17 de janeiro deste ano. A suspeita, segundo a Polícia Civil, é que o time tenha tido motivação passional.

Durante as investigações, a polícia descobriu que o vereador José Eduardo Alves da Silva (PR), de 39 anos, teria planejado, por divergências políticas, matar o radialista em janeiro do ano passado.
“Não sabemos porque, mas ele desistiu, só que passou a nutrir um ódio muito grande do radialista, e em dezembro passado, ao terminar com a mulher, descobriu que o Jefferson teria tido um relacionamento com ela, ocasião em que, então, decidiu matá-lo”, relatou o delegado Quéops Barreto, de Edealina.

Para executar o crime, ainda segundo o delegado, o vereador pediu ajuda ao caseiro Marcelo Rodrigues dos Santos, de 39 anos, que contratou, por R$ 5 mil, Leandro Cintra da Silva, de 23 anos, e um adolescente de 17 anos. “Como as prisões aconteceram nesta sexta-feira (9), nós ainda não sabemos a logística do crime, mas não temos dúvidas de que o Leandro e o adolescente foram os executores”, concluiu o delegado.

Em depoimento, Marcelo Rodrigues confirmou a articulação. Já o vereador, segundo Quéops Barreto, confirmou que planejou o assassinato de Jefferson Pureza em janeiro e em dezembro passado, mas afirma ter desistido em ambas as oportunidades. Durante o cumprimento dos mandados de prisão temporária, a polícia apreendeu, na casa de Leandro Rodrigues, algumas porções de drogas.

Fonte: Mais Goiás